RESENHA - "Administração de Recursos Materiais para Concursos" de Carolina Teixeira

A fim de auxiliar aos leitores que têm dúvidas se vale a pena adquirir os cursos online do famoso Ponto dos Concursos, a partir de agora faremos regularmente resenhas dos cursos oferecidos a fim de sanar essa dúvida de todos vocês.



Administração de Recursos Materais para Concursos
Autor: Carolina Teixeira
Editora: Método
Edição: 1ª edição, 2010, São Paulo
Páginas: 122
ISBN: 978-85-309-3292-3

Costumo dizer que em concursos públicos temos três tipos de matérias que são cobradas em prova, as comuns (aquelas usuais de serem cobradas em concursos públicos como Direito Constitucional), as incomuns (aquelas usuais, mas cobradas apenas em concursos específicos como Administração financeira e orçamentária) e, por fim, as exóticas (aquelas notórias desconhecidas para a grande parte dos concurseiros, como Administração de recursos materais).

Antes de falarmos do livro, falemos da autora. Carolina Teixeira é formada em Administração de Empresas pela Universidade de Brasília (UnB). Bem sucedida na guerra dos concursos públicos, é ex-servidora do Supremo Tribunal Federal e atualmente é servidora da Câmara dos Deputados, tendo sido aprovada em 4.º lugar nacional no concurso seletivo para o órgão. Também é professora de Administração de Recursos Materiais e de Arquivologia para concursos em cursinhos da capital federal.

Mas afinal de contas que matéria é essa? Foi exatamente isso que me perguntei a primeira vez com que me deparei com ela em um edital de concurso público. Basicamente, nas palavras de Carolina Teixeira, "a Administração de Recursos Materiais (ARM) pode ser definida como um conjunto de atividades desenvolvidas dentro de uma empresa, destinadas a suprir as diversas unidades com os materais necessários ao desempenho normal e suas atribuições". Por tratar exatamente de uma das principais atribuições dos departamentos administrativos de qualquer órgão, entidade ou empresa pública, tal matéria vem sendo cada vez mais cobradas em concursos públicos para os cargos de técnico e analista administrativos, tornando seu estudo orientado uma necessidade para quem tem como objetivo tais cargos.

Esse livro de Carolina Teixeira é, nada mais nada menos, que o primeiro livro da matéria específico para concursos públicos. Um grande alívio para para os concurseiros sérios de plantão, visto que estudar essa matéria antes demandava muita paciência para peneirar material de estudo, entre apostilas e capítulos de livros de administração.

Carolina Teixeira trata da matéria de uma forma muito didática, com uma linguagem clara e direta, o que torna o livro fácil de ler e estudar, sem abrir mão de abordar os principais pontos da matéria cobrados em concursos públicos. Vejamos.

Capítulo 1 - INTRODUÇÃO
1.1 Subsistemas da administração de recursos materiais
1.2 Questões comentadas

Capítulo 2 - ESTOQUE
2.1 Introdução
2.1.1 Definição
2.1.2 Objetivos de estoque
2.1.3 Classificação dos estoques
2.1.4 Questões comentadas
2.2 Previsão de consumo para os estoques
2.2.1 Evolução do consumo
2.2.2 Método do último período
2.2.3 Método da média móvel
2.2.4 Método da média móvel ponderada
2.2.5 Método da média com ponderação exponencial
2.2.6 Questões comentadas
2.3 Custos dos estoques
2.3.1 Custos de armazenagem
2.3.2 Custo de pedido
2.3.3 Custo de falta de estoque
2.3.4 Questões comentadas
2.4 Níveis de estoque
2.4.1 Curva dente de serra
2.4.2 Tempo de reposição
2.4.3 Ponto de pedido
2.4.4 Intervalo de ressuprimento
2.4.5 Estoque máximo
2.4.6 Ruptura de estoque
2.4.7 Giro de estoque
2.4.8 Questões comentadas
2.5 Classificação ABC
2.5.1 Questões comentadas
2.6 Lote econômico de compras
2.6.1 Questões comentadas
2.7 Just-in-time
2.7.1 Kanban
2.7.2 Questões comentadas
2.8 Avaliação dos estoques
2.8.1 Custo médio
2.8.2 Método Peps (FIFO)
2.8.3 Método UEPS (LIFO)
2.8.4 Custo de reposição
2.8.5 Questões comentadas

Capítulo 3 - OPERAÇÕES DE ALMOXARIFADO
3.1 Introdução
3.2 Classificação de materiais
3.2.1 Por tipo de demanda
3.2.1.1 Materiais de estoque
3.2.1.2 Materiais de não estoque
3.2.2 Materiais críticos
3.2.3 Materiais obsoletos e inservíveis
3.2.4 Questões comentadas
3.3 Inventário
3.3.1 Inventários anuais
3.3.2 Inventários rotativos
3.4 Movimentação de materiais
3.5 Questões comentadas

Capítulo 4 - ADMINISTRAÇÃO DE COMPRAS
4.1 Introdução
4.2 Atividades típicas do departamento de compras
4.3 Estratégias de aquisição de recursos materiais
4.3.1 Verticalização
4.3.2 Horizontalização
4.4 Questões comentadas

Capítulo 5 - GERENCIAMENTO DA CADEIA DE SUPRIMENTOS
5.1 Questões comentadas

Outro diferencial extremamente positivo desse livro é a grande quantidade de questões da matéria que foram cobradas em provas do CESPE, devidamente gabaritadas e, principalmente, comentadas, algo muito bom para treinar e fixar os conhecimentos. Infelizmente, nessa primeira edição não há questões da matéria de outras bancas, algo que, segundo a Editora Método, poderá ser corrigido em edições futuras.

Em termos de qualidade, o livro é excelente. Papel de primeiríssima, impressão perfeita, fontes claras e fáceis de serem lidas. Capa resistente. Podem ter certeza de que esse livro é resistente e de ótima qualidade, garantindo continuar perfeito mesmo após anos de uso intensivo.

Por fim, esse livro foi lançado pelo selo dos respeitados Vicente Paulo e Marcelo Alexandrino da Ediora Método, uma garantia adicional da qualidade do livro e seriedade da autora.

Resumo da ópera - Se você tem como objetivo cargos públicos na área administrativa, notadamente técnico e analista administrativo, esse livro é mais do que indicado para fazer parte daqueles que você estuda. Um ótimo livro da matéria de Administração de Recursos Materiais que, com certeza, lhe dará grande vantagem competitiva nas provas dos concursos que prestar.

CHARLES DIAS é o Concurseiro Solitário.

IMPORTANTE - Os textos publicados nesse blog são de inteira responsabilidade dos seus autores em termos de opiniões expressadas. Além disso, como não contamos com um(a) revisor(a) de textos, também a correção gramatical e ortográfica é de inteira responsabilidade dos mesmos.

———«»———«»———«»———

E vocês acham que eu perderia a chance de entrevistar a autora dessea excelente obra? De maneira alguma! Confiram nossa entrevista exclusiva com CAROLINA TEIXEIRA.

1 - O que a levou a escrever esse livro e qual o espaço no mercado editorial você pretende ocupar com ele?

A história deste livro começou de uma maneira curiosa, com o meu blog no sítio do Ponto. Lá, eu escrevi, certa vez, que havia estudado Administração de Recursos Materiais (ARM) para os dois concursos em que fui aprovada. Recebi, então, dezenas de emails perguntando qual a bibliografia que eu, à época, utilizei.

Fui justamente aí que surgiu a ideia de escrever o livro: suprir a carência do mercado em relação a essa matéria, especificamente para concursos públicos.

O espaço editorial que eu pretendo ocupar com este livro está bem definido: a ideia é que o livro seja um “norte” para o concursando que desejar estudar ARM.

Hoje em dia, quem deseja estudar essa matéria fica, geralmente, perdido. A ideia é, então, que o meu livro dê uma direção ao concursando de qual caminho seguir durante os seus estudos, em ARM.

2 - Porque, em sua opinião, a matéria de Administração de Recursos Materiais vem sendo cada vez mais cobrado em concursos para área administrativa?

Eu acredito que a razão seja bem simples. Quando uma pessoa é aprovada para um concurso da área administrativa, ela pode ser alocada em diversos setores dentro do órgão.

Todo órgão possui um departamento de recursos materiais, comumente chamado de Departamento de Material e Patrimônio. É quase certo que, em um concurso da área administrativa, ao menos um servidor seja alocado neste departamento. Ora, este servidor precisará saber, então, o mínimo sobre ARM.

Mas isso não acontece só com ARM, não. Em concursos da área administrativa, os servidores geralmente são distribuídos entre os setores de material, de recursos humanos, de finanças e de arquivo. E é por isso que, nos últimos concursos, essas matérias têm sido reiteradamente cobradas.

3 - Essa matéria é realmente difícil ou a aparência engana?

Olha, a matéria não é difícil não! Acredito, entretanto, que dois pontos a desfavoreçam, a saber:

a. Em primeiro lugar, a matéria possui alguns cálculos e isso, por si só, já apavora alguns alunos. Conheço várias pessoas que se desesperam ao saber que haverá cálculos na prova. Mas, na nossa matéria, não há motivo algum para pânico! Os cálculos são simples e, com cuidado e atenção, é possível resolvê-los sem maiores problemas.

b. O CESPE, em seus últimos editais (por exemplo, os do MPU e da ABIN), têm adotado a postura de não especificar, em nada, a matéria. No edital, vem escrito: “administração de recursos materiais”, sem absolutamente nenhum norte para o concursando.

Aí, o que acontece é que o professor (e os autores de livros específicos para concurso, por consequencia), muitas vezes, são afetados, também, por essa generalidade do edital.

Você vai concordar comigo que é muito difícil escrever um livro voltado para concursos quando o universo a ser cobrado é muito grande. Então, a linha que adotei no livro para tentar suprir esse problema da matéria é focar naqueles assuntos reincidentes, já cobrados anteriormente pela banca.

Em suma, apesar de não ser difícil, a matéria é mistificada pelos concurseiros, por esses dois problemas apresentados acima. Mas, repito, o conteúdo da matéria não é difícil não! Aliás, se me permite, desafio alguém a ler o livro e achar, ainda assim, a matéria difícil!

4 - Você já é servidora pública federal e essa não foi sua primeira vitória na guerra dos concursos públicos. Fale-nos um pouco sobre sua jornada como concurseira.

Bom, jornada de concurseiro algum é fácil. Não tem jeito, é aquela rotina engessada mesmo de estudos e mais estudos.

Enquanto concurseira, eu era super dedicada e metódica. Para você ter uma ideia, o meu aniversário é em fevereiro. Minha mãe me deu um presente e pediu que eu o escolhesse. Só em agosto, após a prova da Câmara (concurso para o qual eu estudava, à época) é que eu escolhi o bendito presente! Durante todos esse meses, fiquei concentradíssima na prova.

Eu procurava usar muito bem o meu tempo, estudando o máximo que eu conseguia. Mas, por outro lado, também tinha a minha “válvula de escape”, que, no caso, era a prática de exercícios físicos (sou viciada!).

Quanto estudava para o concurso, estudei, com muito afinco, ponto a ponto do edital! Estudava a teoria, por materiais e livros de qualidade, e, depois, fazia e refazia exercícios. À época do concurso da Câmara, lembro-me que, depois que comecei a contar, resolvi 74 provas anteriores da banca examinadora.

5 - Que conselhos você dá para os concurseiros que continuam na luta?

Olha, o conselho que eu posso dar para os concurseiros que continuam na luta é encarar o estudo para concursos públicos como uma profissão, que deve ser levada muito a sério.

Acredito que muitos alunos pecam na dedicação e no empenho durante os seus estudos. Sei que é chato, mas tente pensar que a preparação é uma fase que, apesar de cansativa, te dará frutos a serem colhidos pelo resto de sua vida.

Além disso, os concurseiros precisam aprender a estudar de forma produtiva. Não adianta dedicar-se com afinco mas não possuir um método de estudo eficiente.

Eu, particularmente, sou fã de exercícios. Para mim, são a melhor forma de orientação de estudos que um candidato pode ter. Não adianta brigar com a banca examinadora! Você, ao contrário, deve fazer de tudo para, no dia da prova, estar bem alinhado com aquilo em que ela acredita.

Por fim, gostaria de desejar muita sorte aos leitores do blog e dizer que, de coração, espero que, de alguma forma, o livro seja útil na sua preparação, rumo ao cargo público dos seus sonhos. Bons estudos!

———«»———«»———«»———

Para facilitar sua vida, já que sabemos que grana de concurseiro é para lá de contada e que bons livros para estudar para concursos públicos sofrem uma variação de preço muito grande dependendo de onde são vendidos, sugerimos que vocês o adquiram da própria editora:



———«»———«»———«»———


3 Response to "RESENHA - "Administração de Recursos Materiais para Concursos" de Carolina Teixeira"

  1. Erio says:

    Parabéns pelo Blog. Gostei bastante da rádio e das camisetas.
    Sobre o livro de ARM da autora Carolina Teixeira, pelo sumário apresentadado, não foi abordado administração de recursos patrimoniais. Vocês tem alguma sugestão de livro sobre esse assunto ? Assunto que recentemente foi cobrado na prova do MPU2010 para área administrativa.

    Xampa says:

    Olá, ando a procuro de apostilas digitais para administração. A minh idéia é criar uma base com elas e depois fazer um curso presencial. O que vc indica?

    Erio says:

    Legal

powered by Blogger | WordPress by Newwpthemes | Converted by BloggerTheme | Blogger Templates | Low Interest Credit Cards