E chorei o rio Nilo

Acho que ninguém tem dúvidas a respeito da dolorosa jornada que é a batalha para conseguir um lugar ao sol, bom pelo menos nós concurseiras (os) sérias (os) sabemos muito bem quão árdua é essa jornada!!!

Acredito que para nós mulheres é um pouco mais dolorido, no sentido exato da palavra, pois somos seres bastante complicados emocionalmente e uma simples resposta dada de mal jeito pode nos levar a horas de choro.

Foi o que aconteceu comigo ontem. Eu estava aqui no início da noite no meu QG de estudos, o meu escritório aqui em casa, me preparando para mais uma maratona de estudos de contabilidade pública (depois de um dia inteiro de estudo de outras matérias). Cada um com a sua dificuldade, a minha é a maldita da contabilidade pública, ai como odeio essa matéria, mas se quero passar em um concurso descente para minha área tenho que tentar tornar a matéria pelo menos “palatável”, voltando então: Liguei o meu computador e fui abrir um arquivo que um professor havia me mandado e para minha surpresa meu computador mandou executar um arquivo que a princípio era para ou abrir ou salvar, e eu como sou meio analfabeta digital, mandei executar a joça do arquivo. Quem advinhar o que era vai ganhar um doce!!! Era um vírus! Meu computador começou a travar e eu não estava mais conseguindo abrir meus arquivos. Entrei em completo pânico, pois eu sem esse meu computador não sou absolutamente ninguém, tudo meu está nele, fotos, aulas do ponto, resumos, mapas mentais, enfim tenho várias coisas importantes nesse computador e até então eu não tinha backup de nada. Na mesma hora eu liguei para oThiago, meu suporte mais que técnico, meu amigo querido que fez ciência da computação e tem a maior paciência do mundo comigo, é sempre ele quem vem arrumar meu PC sempre que faço alguma patacoada. Veredito do Thiago: É..... tá bichado, pode ser vírus! Liguei para o professor que me passou os arquivos para que ele pudesse dar uma olhada na máquina dele, sinceramente eu não acredito que ele tenha me mandado o vírus de propósito, e ele até explicou que lá onde ele trabalha a possibilidade de envio de vírus é beirando o zero, mas enfim, eu não sei como, mas sei que o vírus veio. No meio da conversa ele me disse meio que nem aí para a “gravidade” da minha situação que iria mandar o resto do material prometido. E eu fiquei pensando mas será que parte da mensagem essa criatura não entendeu?? Eu havia dito que meu computador estava todo travado e quando eu disse isso ele me falou: “é o que eu posso fazer por você, vai em um cyber café e abre o resto dos arquivos.” Ou seja, com o perdão da má palavra ele C_ _ _ _ para o que eu estava dizendo!!! Simplesmente disse que o vírus não veio no arquivo enviado por ele e PT saudações. F _ _ _ - _ _ todo o resto, o computadorzinho dele estava funcionando bem, então por que cargas d’água ele iria se preocupar com o meu!!!!

Num acesso de completa raiva quase bati o telefone na cara dele e chorei descontroladamente durante um bom tempo. Até que já cansada de chorar e com uma dor de cabeça do tamanho do Everest eu fui recompondo o juízo aos poucos e recobrando minha frágil serenidade, e me dei conta que estou quase entrando em colapso!!!! Não foi apenas a resposta mal dada, ou dada de qualquer jeito do tal professor, que me fez chorar por horas, aquilo foi apenas o gatilho para emoções que estavam represadas. Foi bem como naquele filme do X-Men 2 quando a represa explode e inunda tudo com uma violência sem tamanho, nesse filme a água engole tudo, inclusive a Jean Gray, e eu ontem era a Jean Gray, só que sem os poderes dela.

Ontem no ínicio da noite eu fui afogada pelas minhas angústias, pelo meu cansaço, pelo meu medo de estar me dedicando a um projeto e que talvez não veja o resultado, afogada pelo meu sofrimento de abdicar do convívio das pessoas que eu amo, afogada pela raiva que eu estava sentido por conta do vírus que havia fixado morada em meu computador. E tudo isso veio à tona por conta de uma resposta que a meu ver foi mal dada!

É duro para todo mundo estudar seriamente para concurso, faz parte do processo estudar-fazer prova-e não passar-começar tudo de novo, só que às vezes bate o cansaço, e a vontade de jogar a toalha. Acredito que para nós mulheres é um pouco mais difícil, dentre outros motivos posso dar como exemplo o tópico filhos. As concurseiras que têm filhos, sentem culpa por não se dedicarem tanto aos filhos, eu não tenho filhos, mas já estou começando a ficar com medo (e isso também me gera angústia) de não tê-los porque tenho postergado tudo em prol desse objetivo que por hora é o único na minha vida. De repente eu me dei conta do quanto meus pais estão envelhecidos e eu não posso, por agora, dedicar mais tempo a eles, por tudo isso e por mais outros motivos a minha represa ontem não agüentou o tranco.

Resumo da opera - É complicado ser mulher e concurseira séria, principalmente quando estamos em períodos de instabilidade emocional.

Pati, uma concurseira que pode chorar o Nilo, mas que não desiste de lutar.

IMPORTANTE - Os textos publicados nesse blog são de inteira responsabilidade dos seus autores em termos de opiniões expressadas. Além disso, como não contamos com um revisor(a) de textos, também a correção gramatical e ortográfica é de inteira responsabilidade dos mesmos.

———«»———«»———«»———

CLIPE DO DIA



Ozzy Osbourne - No More Tears

5 Response to "E chorei o rio Nilo"

  1. Sil says:

    ai ai
    Confesso que dei risada desta postagem , não da Pati, mas ri porque sei exatamente o que é isso .
    A sensação que tenho que a gente vai acumulando coisinhas, frustraçoes, medos de não chegar lá ou demorar para chegar rs Parece que a vida de gente para em certos aspectos...E chega uma hora que isso explode, pode ser um "Vírus", um parente professor etc etc ai soma-se as vezes uma TPM , mas as vezes pelo menos pra mim chorar muito até secar rs(se isso fosse possível) alivia..
    Pati tenho certeza que nós vamos ver você chorar dois rios Nilo de felicidade quando for aprovada, convocada e nomeada rs

    Paty, quero te ajudar a tornar tua maratona um pouco menos cansativa.
    Por favor, escreva pra mim, mande uma mensagem. Vamos trocar informações. Posso te ajudar, sei que sim, pois passei em 1º lugar no último concurso que fiz e te digo.. se eu não tivesse prestado, até hoje estaria desempregado..
    Vamos conversar. Quero tentar tornar tua luta mais fácil. Grande abraço,

    Alexandre Mantovani
    afmantovani@gmail.com

    william says:

    Acredito que seu amigo já tenha lhe instruído, mas deixo a dica:

    Caso realmente seu PC tenha travado todo sistema operacional, existe na net vários Cds de boot( Aqueles que rodam direito do CD) do sistema operacional Windows e também do Linux ( eu particularmente uso o linux nesses casos) em fim, com um desse é possível ligar novamente seu PC, salvar todos arquivos importantes ou em outra partição que não seja a C: ou para o dispositivo móvel, e depois com seus arquivos a salvo, ajeitar o PC.

    Obs.: 1º Se o PC nem ligar para realizar o download, terá que contar mais uma vez com algum amigo.

    2º Sei que vc não pediu ajuda, mas, é que já passei situação igual a sua, e sei como é "perder" tudo. No meu caso felizmente não perdi, passei tudo para o pendrive e depois o PC foi formatado.

    William

    Andi says:

    Se tivesse usando Linux, nao teria este problema... hehee... Pior que eh foda mesmo perder tudo eu jah passei por isso, eh complicado

    qualquer semelhança não eh mera coincidencia... estou passando a mesma situação q vc. depois d muito pensar, vi q não temos com voltar atras. agora eh seguir em frente ate a aprovação. daqui a pouco a gente encontra o NOsso Concurso. pode ter certeza disso. Bjoo. Fabi Pacheco.

powered by Blogger | WordPress by Newwpthemes | Converted by BloggerTheme | Blogger Templates | Low Interest Credit Cards