Blá blá blá .... blábláblá ... blá bláááá blá

Se tem uma coisa que me esgota a paciência rapidinho é conversar, melhor, ouvir a falação de concurseiros metidos a besta que acham que somente eles estudam, que somente eles se esforçam, que somente eles merecem passar em concursos públicos, que somente eles estudam 20 horas por dia, que somente eles sabem quais os melhores materiais de estudo e por aí via.

E como há concurseiros assim! Já tive várias desagradáveis oportunidades de conhecer vários. Criei até uma classificação para eles.

Concurseiros falsos – É aquele pessoal que finge que estuda para concursos, mas que não levanta uma palha, ou melhor, um livro para realmente estudar e que, no final, são bucha de canhão nos concursos públicos. Como parte da campanha de mídia que fazem para continuar na boa vida, falam como se tivessem conhecimento de causa, como se realmente estudassem.

Concurseiros chatos inseguros – São aqueles que são inseguros quanto a opção de estudar para concursos, do melhor material para estudar, das técnicas apropriadas de estudo, se estudam corretamente e tal. Só que esses concurseiros consideram uma fraqueza a insegurança que sentem e então passam a acreditar que podem vencê-la com uma atitude de negação quando se mostram super-seguros diante de outros concurseiros.

Concurseiros chatos de salto alto – São aqueles concurseiros sérios que uma hora surtam e passam a achar que são o supra-sumo da inteligência concurseira, que sabem mais que todo mundo, e, por isso, ganharam o direito divino de contar vantagem, de se mostrarem melhores que outros concurseiros, afinal, em suas cabeças, são especiais, um nível acima de outros concurseiros e, por isso, merecem respeito e admiração.

Concurseiros chatos mix – Há também os concurseiros chatos que fazem um mix dos tipos anteriores, variando um ou outro tipo de chatice de acordo com a época que vivem, com o quê querem passar para as outras pessoas ou com o quê passa por suas cabeças.

Concurseiros chatos crônicos – E há também os concurseiros chatos crônicos, aqueles que já eram chatos antes de se tornarem concurseiros e que continuarão chatos depois de passarem para outra etapa de vida, ou seja, são chatos como amigos, como concurseiros, como pessoas, como colegas de trabalho, como vizinhos, ...

Quando estamos numa fase boa de nossa luta concurseira, encontrar concurseiros chatos apenas nos torra a paciência, afinal de contas, nessas fases não damos ouvidos à sua tagarelice, ao seu papo furado, ao seu contar de vantagens. O problema é quando encontramos esses espíritos de porco em uma fase ruim de nossa luta, aí, sim, o bicho pega. Nessas fases geralmente estamos mais vulneráveis a críticas e mais suscetíveis a nos deprimirmos quando alguém fica contando vantagem com o intuito de nos colocar para baixo.

Quem já não encontrou um concurseiro chato numa fase ruim de sua vida concurseira? Se alguém ainda não encontrou, não se preocupe, vai encontrar.

Mas é aquela velha história, se você não pode com eles, afaste-se deles. Eu, simplesmente, não dou bola para concurseiros chatos, não converso, não quero amizade, não fico fazendo média, apenas me afasto. Sinceramente, minha luta já é muito dura sem esse pessoal em torno de mim de olho para uma oportunidade de se sentirem melhores às minhas custas.

Resumo da ópera – Sua luta é na guerra dos concursos públicos é importante demais para ser atrapalhado por concurseiros chatos que não se esforçam nem um pouco para não serem inconvenientes, não importa se sejam seus amigos ou parente, condição que não os imuniza do vírus da chatice. Se você encontrar concurseiros chatos, livre-se deles rápido, muito rápido, simplesmente dê as costas e continue sua luta. Antes um concurseiro solitário empenhado na sua meta de ser aprovado em concursos públicos, que um concurseiro rodeado de amigos chatos que o fazem sentir um fracassado, um fraco, um incompetente.

Charles Dias é o Concurseiro Solitário.

IMPORTANTE - Os textos publicados nesse blog são de inteira responsabilidade dos seus autores em termos de opiniões expressadas. Além disso, como não contamos com um revisor(a) de textos, também a correção gramatical e ortográfica é de inteira responsabilidade dos mesmos.

———«»———«»———«»———

CLIPE DO DIA

Decididamente não sou fã de hip-hop ou gêneros similares, mas devo confessar que de vez em quando, mas apenas de vez em quando, aparece uma música do gênero que soa bastante agradável aos meus ouvidos. A música de hoje, "Day n´Night", do Kid Cudi vs. Crookers, é um desses casos ... sem contar que o clipe também é muito engraçado.

1 Response to "Blá blá blá .... blábláblá ... blá bláááá blá"

  1. eita... espero não está nessa lista !!!!

powered by Blogger | WordPress by Newwpthemes | Converted by BloggerTheme | Blogger Templates | Low Interest Credit Cards