MATÉRIA ESPECIAL - Língua Portuguesa para Concursos Públicos

PARTE I

Olá, concurseiros!!! Finalmente é chegado o tão esperado especial da Língua Portuguesa. Antes de qualquer coisa, preciso dizer que dividiremos nossa matéria em 3 partes: gramática, interpretação de textos e redação.

Muito embora, a língua portuguesa seja apenas uma só e não seja desejado que nós façamos a compartimentalização dos conteúdos, para efeitos didáticos e divisão mostra-se necessária.

Nós tentamos entrevistar alguns professores e professoras conhecidos pelos concurseiros em geral, mas não conseguimos obter resposta das mesmas. Entretanto, obtivemos sucesso com o escritor e professor de redação, Antônio Fernando Borges que nos brindou com muitas lições preciosas.

Apesar desse silêncio, pudemos estudar o português para concursos para saber orientar o candidato aos inúmeros certames.

1 - Gramática:

Para estudar esse segmento da língua portuguesa, é necessário começar do início. Deve começar por assuntos introdutórios, como fonética e fonologia. Deve estudar ortografia, pois todos os temas em português são interrelacionados.

Além disso, o concurseiro não pode colocar um prazo curto para iniciar este aprendizado. Isto porque a matéria é cheia de nuances e detalhes. Existem regras que precisam ser internalizadas pelo estudante de forma maciça. Do contrário, somente conseguirá resultados pífios nas seleções.

Outra coisa: a gramática hoje deve ser examinada de forma contextualizada. O que eu quis dizer com isto? As funções que cada sintagma (termo) exerce em cada frase, período ou oração depende do seu significado, da intenção do autor. Por essa razão, torna-se muito relevante o hábito da leitura.

O que eu disse poderia parecer vazio, pois todo mundo que conheço diz isso que acabei de falar. O fato é que, depois de começar a estudar as funções sintáticas, você começa a reparar nas estruturas textuais que as pessoas usam. Começa-se, portanto, a fazer um exercício mental de "checagem" e "comparação" entre o que foi aprendido e o que se lê. Às vezes, ficamos felizes por ler textos bem escritos e claros; outras vezes, sentimos agonia por lermos coisas que desobedecem ou violam a norma culta. Somente aturamos violações que estejam relacionadas à licença poética.

Como estudar gramática? Bem, você pode procurar por algum curso de ministrado por um professor consagrado, mas fatalmente precisará estudar por um livro de gramática. Advirto que há muitos títulos excelentes no mercado e por preços acessíveis. Por isso, nem cogite estudar por apostila ou material pirata de internet! Se língua portuguesa é fruto de imensas divergência entre os autores, imagine entre leigos que fazem apostilas! Minha bandeira é não usar apostilas.

Somente o professor não dá para ter uma boa preparação. E eu não estou desvalorizando a figura dele, gente! É porque necessitamos de um material de apoio para criar uma base ao estudo de gramática.

É possível estudar somente pelo livro? Sim, é. No caso do surgimento de dúvidas, é viável saná-las com pessoas que estejam bem preparadas no assunto ou, eventualmente, pode-se lançar mão de aulas particulares com um professorda matéria, como o Charles já nos relatou ter feito.

Além do livro de gramática, o concurseiro deve lançar mão de resolver provas, muitas provas. Isso porque, apesar de os livros que existem serem muito bons, as bancas estão cada vez mais sofisticadas, céleres e criativas para criar "pegadinhas" novas. Dessa forma, as pegadinhas inéditas somente são incorporadas nas próximas edições que sairão.

Se puder usar material de exercícios comentado, melhor ainda! As questões poderão ser feitas e, em seguida, saberemos o raciocínio adequado a chegar à resposta. Pense que isso é um mantra: raciocínio e treino! Isso nos conduz ao sucesso nestas provas.

Bem, vamos às sugestões:

Autor: Marcelo Moraes Caetano
Editora: Editora Ferreira.
Edição: 1ª edição, 2009, Rio de Janeiro
Páginas: 686
ISBN: 978-85-7842-091-8

Trata-se de um livro mais teórico, que usa muitos esquemas gráficos. Para o concurseiro que é mais suscetível aos estímulos visuais, este é o livro mais adequado ao estudo. A metodologia do mesmo está baseado no uso da reflexão (como o nome diá a dica) e na lógica da língua. É realmente algo interessante. Ao final do livro, há exercícios dividos por tema para serem resolvidos.

Chama a atenção na obra que o autor seja jovem e que seja muito aberto às demais áreas do conhecimento das ciências humanas: direito e psicologia. Isto faz com que este livro seja um pouco “holístico” para o leitor, na medida em que o autor conhece as necessidades do seu público e percebe o que o mesmo procura.

Ainda falando sobre a formação do professor Marcelo Moraes Caetano, devo ressaltar que ele tem um belíssimo currículo. A começar pelo bacharelado pelos bancos de uma das melhores universidades públicas cariocas, a UERJ em Português e Greco. Sim, ele conhece esta língua pouco comum entre os brasileiros. Recebeu prêmios pela Academia Brasileira de Letras, ONU-UNESCO-Paris, entre outros muito importantes.

Para quem gosta de um livro denso academicamente falando, este é um prato cheio. São trazidas diversas referências à autores consagrados. Muitos conceitos que ouvimos falar ou que não entendemos, quando abordados por outros autores, são explicados de forma bem aprofundada.

Apesar de ser um livro que vai mais a fundo na matéria, é perfeitamente viável para o concurseiro iniciante. Nada impede que este comece nos aspectos introdutórios e vá até às maiores “firulas”, ou seja, às maiores peculiaridades cobradas nos concursos.

Para o leitor que vai comprar o livro via internet e não tem como folheá-lo, digo que pode ficar tranquilo. A obra é constituída de papel de boa qualidade, o que possibilita muitas consultas e estudo ostensivo. Não exige grandes cuidados, visto que não é transparente. As letras são grandes e não cansam tanto quem usa óculos ou está em vias de começar a usar, como eu. A capa é flexível.

Os temas abordados são: Teoria da Comunicação e Funções da Línguagem (afinal, para aprender gramática é preciso entender como se comunicar); Fonética e Fonêmica; Ortografia (fonte de muitas questões em prova); Hífen e Acentuação Gráfica na Língua Portuguesa; Semântica, Ortoepia e Prosódia; Morfologia; Substantivo; Adjetivo; Advérbio; Artigo; Pronome; Numeral; Verbo (capítulo bem extenso sobre o tema); Preposição, Conjunção, Interjeição e Palavras Denotativas; Funções Morfossintáticas do QUE e do SE (capítulo fundamental para livrar-se de muitas armadilhas nas provas); Concordância Verbal; Concordância Nominal; Silepse; Predicação Verbal; Regência Verbal; Crase; Colocação Pronominal; Sintaxe; Pontuação Gráfica (é importante e elegante saber) e Estilística.

———«»———«»———«»———


“Português Descomplicado”.
Autor: Henrique Nuno Fernandes
Editora: Editora Ferreira.
Edição: 1ª edição, 2010, Rio de Janeiro
Páginas: 744
ISBN: 978-85-7842-108-3

Este é um tijolo! Para quem acha que livro bom é livro pesado e volumoso, este é o seu! Eu gostei dele porque é muito bem diagramado e, de quebra, ainda traz algumas noções sobre interpretação de textos. Ao final de cada lição, há exercícios e seus gabaritos são comentados. Eu, particularmente, apreciei o contraste entre as páginas brancas e os quadros em cor chocolate. Eles atraem nossa atenção para o conteúdo abordado.

Seguindo a atual tendência de desmistificar aquelas matérias que são conhecidas como difíceis ou dominadas por um pequeno grupo de pessoas, o livro procura sempre simplificar o aprendizado da gramática.

O autor, Henrique Nuno da Silva Fernandes, é formado em letras e jornalismo. Esta última formação faz deste tipo de profissional um ser realmente mais prático e malabarista das palavras. Sua pós-graduação foi feita na mais conceituada e tradicional universidade carioca, a UFRJ.

Sem muitas delongas, para aqueles que não gostam de muitas explanações teóricas e conceituais, o livro traz sinteticamente os principais conceitos. Depois de apresentados, ainda faz um destaque colorido sobre o que é “mais importante dentro do relevante”. Enfim, a suma do que se deve ter como mantra nos estudos. Tudo isso sem deixar de ser profundo.

Para o leitor que não tem acesso às livrarias físicas e que só pode apostar em uma compra virtual, peço novamente para ficar em paz. O material com que é feito tem boa qualidade. A folha não rasga fácil e não é transparente, o que não produz confusão visual. A capa é flexível. As letras são grandes e os títulos são destacados com fonte maior e marrom mais escuro. Ao lado das páginas, há uma barra lateral, para aqueles concurseiros que já estão cansados de ler e precisam lembrar que ainda estão no planeta terra e lendo o capítulo X, do tema Y. Enfim, é todo organizadinho.

O que eu gostei muito mesmo foi a ênfase dada nos exercícios. Mesmo após questões de fixação, há as de concursos. E para você não colar, os comentários vêm após a exposição dos enunciados. O autor, portanto, sabe como raciocina um candidato com seu material de estudo.

Os temas abordados são: Comunicação, Fonética, Ortografia, Acentuação, Estrutura e formação das palavras; Substantivo; Adjetivo; Artigo; Numeral; Pronome; Colocação Pronominal (esse assunto pega muitos concurseiros pelo pé); Verbo, Advérbio; Preposição; Conjunção; Interjeição; Palavras e expressões denotativas (são aquelas que, por exclusão, não sabemos o que é e o livro nos explica); Análise Sintática; Orações; Concordância Verbal; Concordância Nominal; Regência; Crase; A palavra “que”; A palavra “se”; Pontuação; Semântica (resolve um monte de questões que pensamos, erroneamente serem de interpretação de textos); Figuras de Línguagem; Vícios de Lìnguagem (livrai-nos deles!); Tipos de Discurso; Texto, coesão e coerência (fundamental) e Modos de organização do discurso.

———«»———«»———«»———

“Português para concursos: teoria e 900 questões”.
Autor: Renato Aquino
Editora: Impetus.
Edição: 26ª edição, 2009, Niterói
Páginas: 366
ISBN: 978-85-7626-408-8

Esse é o sucesso das multidões. Não à toa, o livro do consagrado autor Renato Aquino chegou à 26ª edição. Desde o meu começo na vida concurseira, eu ouço boas referências a seu respeito. Este livro representa uma dose cavalar de treino para internalizar o conteúdo da gramática. Afinal, com 900 questões é impossível não ficar preparado para encarar qualquer concurso. Pode parecer um exagero no número de questões, mas o sucesso depende de treinos demasiados. Por isso é que, ao final da obra, há questões complementares e gabaritos comentados.

Como disse e reafirmo, o autor é o pop-star da Impetus e dos concurseiros por causa da sua tradição. Além de ser servidor público aposentado na área fiscal, o qual entende como funciona a máquina pública, Renato Aquino também é dono de um currículo invejável. É mestre em Letras (Filologia Românica, berço influenciador de muitos vocábulos nossos). É ex-professor do Colégio Militar do Rio de Janeiro (falou em militarismo, eu logo me empolgo) e, entre outros cargos já exerceu, autalmente é professor de diversos cursos cariocas.

Renato tem diversas obras publicadas para o público concurseiro e, assim, percebe quais são as necessidades que estes têm. Além disso, faz algo que me impressiona muito positivamente que é criar um canal de comunicação com os seus leitores por meio de e-mail. Isso possibilita que seus livros tenham, cada vez mais, o perfil do estudante.

Quanto ao conteúdo, este é apresentado sem grandes rebuscamentos, o que não faz com que seja superficial. O grau de complexidade da matéria vai crescendo de acordo com a evolução das lições. A forma como isso foi pensado é muito interessante! Como o autor gosta de afirmar, o livro é um manual porque pode e deve ser consultado sempre.

Para quem não tem a oportunidade de folhear o livro, dar aquela “paquerada” no mesmo, eu vou dar informações físicas sobre o mesmo. O livro é de grossura média, pois não tem letras tão garrafais, mas permite que o concurseiro não tenha dores de coluna ao transportar para uma biblioteca em sua mochila. As folhas são de papel grosso e as letras têm um tamanho médio, variando entre negrito e normal. A capa, por sua vez, é flexível.

Para quem serve? Bem, pela experiência do professor e pelos exercícios apresentados, serve para concursos, vestibulares e ENEM, concursos da área jurídica, escolas militares e concursos militares, escolas técnicas e para consulta. Afinal, no último caso, a gente sempre tem um branco em algumas ocasiões e precisa rememorar.

Os temas abordados são: Noções de Fonética; Acentuação Gráfica; Separação de Sílabas; Ortografia; Semântica; Classe de palavras; Concordância Nominal; Concordância Verbal; Regência Verbal; Crase (assunto que sempre pega muitos pelo pé); Análise Sintática; Colocação Pronominal; Pontuação; Apêncide (isso é diferente): Emprego de certas palavras; Emprego das Iniciais; Plural dos Compostos; Plural com Metafonia; Emprego do Hífen; Vícios de Liguagem; Estrutura ds Palavras; Formaçção das Palavras; Palavra SE; A palavra QUE; Estilística; Tipologia Textual e Outros Exercícios.

———«»———«»———«»———

“Gramática Completa para Concursos e Vestibulares”.
Autor: Nilson Teixeira de Almeida
Editora: Saraiva.
Edição: 2ª edição, 2009, São Paulo
Páginas: 493
ISBN: 978-85-02-07743-0

Este é o pequeno notável. É um livro portátil de um autor consagrado. Tem como característica a versátilidade na medida em que tem como proposta preparar candidatos aos vestibulares e concursos. O chamariz dele são as belas ilustrações. Afinal, alguns concurseiros adoram livros com forte apelo visual. Mesmo pequeno em tamanho, ele aborda todos os assuntos dignos de importância, começando com fonologia. Eu gostei muito, pois é meu companheiro de viagens!

Nilson Teixeira de Almeida é bacharel e licenciado pela Universidade de São Paulo e professor de cursos preparatórios para concursos. Como podem ver, não ficamos somente com exemplos de professores cariocas.

Em relação ao conteúdo, este é um livro de revisão rápida e completa dos estudos de gramática. Um chamariz a mais para este livro é a inserção de outros testes complementares na página da Saraiva (www.editorasaraiva.com.br). Assim, se você já resolveu a bateria que está no livro, terá condições de solucionar os complementares.

A obra é bastante objetiva naquilo que se propõe porque não fica se detendo em divagações sobre a linguagem, tampouco deixa de tratar de assuntos e aspectos tidos como relevantes.

O caráter lúdico dos desenhos que ilustram alguns exemplos das regras ensinadas é um plus que eu considero excelente para reforçar certas noções. É um show de didática.

No que toca o material do livro, podemos afirmar que a qualidade é boa. A editora não economizou na sua confecção. A folha também não é transparente, tem letras em tamanho médio, mas proporcionais à portabilidade que a obra tem. As fontes são todo coloridas e fazem com que tenhamos muita vontade de folhear tudo. A capa é flexível, o que deixa o livro bem levinho para carregar na bolsa. Creio que seja algo bem pensado para facilitar o estudo daqueles que não têm tempo para estudar da forma tradicional, mas que veem qualquer fila de banco como uma sala de leitura em potencial.

Os temas abordados são: parte 1 – Fonologia: Fonologia (propriamente dita); Ortografia, Acentuação gráfica; Significação das palavras; Parte 2 – Morfologia: Estrutura das palavras; Classe de palavras (engobla Substantivo, Artigo, Adjetivo, Numeral, Pronome, Verbo); Classes gramaticais invariáveis (muito bom e diferencial a forma como foi examinada neste livro); Parte 3 – Conceitos preliminares: Análise sintática da oração; As estruturas do período composto; Sintaxe de regência (intrigrante a maneira como foi colocada); Crase; Sintaxe de concordância; Colocação pronominal; As palavras “que” e “se”; Figuras de linguagem; Pontuação e Tópicos de linguagem (este último é importante demais para redações).

———«»———«»———«»———

Resumo da Ópera – Estudar gramática é um grande prazer. Afinal, aprender como comunicar-se é algo extremamente importante. Devemos, também, pensar dessa forma quando estudamos gramática. Não somente para passar nos concursos...

RAQUEL MONTEIRO é uma legítima concurseira carioca.

IMPORTANTE - Os textos publicados nesse blog são de inteira responsabilidade dos seus autores em termos de opiniões expressadas. Além disso, como não contamos com um revisor(a) de textos, também a correção gramatical e ortográfica é de inteira responsabilidade dos mesmos.

———«»———«»———«»———

Você se interessou por algum desses livros? Então não compra em outro lugar que não na Livraria Última Instância. Aguarde alguns dias que logo você encontrará aqui promoções incríveis para esses livros. Vão pela gente, vale a pena esperar!

———«»———«»———«»———



3 Response to "MATÉRIA ESPECIAL - Língua Portuguesa para Concursos Públicos"

  1. Francisco says:

    Raquel,

    Parabéns pelo exto e obrigado pelas sugestões.

    Chico

    jakeline says:

    poxa parabens ! vc escreveu tudo o que eu queria saber. procurei no google opiniões, postei perguntas no orkut e nada e de repente encontrei seu texto.
    parabens, vc me ajudou.

    jakeline says:

    poxa parabens ! vc escreveu tudo o que eu queria saber. procurei no google opiniões, postei perguntas no orkut e nada e de repente encontrei seu texto.
    parabens, vc me ajudou.

powered by Blogger | WordPress by Newwpthemes | Converted by BloggerTheme | Blogger Templates | Low Interest Credit Cards