O Mundo é nosso campo de batalha

Daí que às vezes enfrentamos momentos de fraqueza, para alguns mais momentâneos que para outros, mas ainda sim incidentes na vida de todos os concurseiros. Ao menos dos sérios.

Passei por um momento assim essa semana, e minha maior fraqueza, meus caros, é o cansaço do dia de trabalho. E é sobre isso que falarei hoje: sobre os concurseiros sérios que não têm o tempo integral de estudo que necessitariam.

Não podemos negligenciar que um dos grandes obstáculos vividos pelos concurseiros que trabalham o dia todo, é mesmo estudar com similar qualidade de estudo a noite, após uma jornada desgastante de atividade.

Porém, aos que trabalham como eu, fica a ressalva de que aqueles que detêm maiores dificuldades na vida (assim como tantos outros concurseiros que o são em tempo integral, mas humanamente têm outras dificuldades, obviamente), têm também uma gama de motivação que pode e deve ser explorada.

Nada mais justo e natural que queiramos estudar para melhorar nossas condições de vida, pagando o preço de aprender a estudar e a fazer provas, como diz Wilian Douglas. Nada mais belo do que lutar arduamente pelo nosso futuro, com liberdade. Por que queremos melhorar.

Seguem então algumas dicas, experimentadas por mim, que podem nos auxiliar nessa tarefa de conciliar trabalho e estudo:

1. Ao invés de concentrar todo o estudo no período noturno, eu procurei inverter alguns horários. Então, estudo das 6 às 7:30 hrs da manhã, e já estudo 1 hora e meia por dia. Talvez para aqueles que chegam tarde do trabalho e necessariamente precisam dormir mais cedo, ou têm outras obrigações familiares (como filhos, cônjuge, etc), inverter o horário e aproveitar o silêncio do finzinho da madrugada, pode ser um bom negócio.

2. Estudar na hora do almoço não é propriamente prejudicial, e como se trata de um horário que, em geral, é usado para atividades corriqueiras e que podem ser delegadas ou suprimidas (ir ao banco, conversar com os colegas de trabalho, e infinitas outras coisas), tenho utilizado 1 hora e meia de meu horário de almoço para estudar. Parece que é pouco, se individualmente considerado, mas ao final da semana isso já me rende uma boa carga horária de estudo.

3. Corro no fim da tarde, mas aproveito para ouvir alguns arquivos de MP3 de sinopses jurídicas. É realmente interessante, mas nunca vi nenhum edital que contivesse como matéria os últimos lançamentos musicais, que pena. (rs)

4. Estudo mais 3 a 4 horas no período noturno, me atentando quanto ao equilíbrio do meu sono, já que optei por acordar mais cedo, invariavelmente sinto sono mais cedo também. O equilíbrio é extremamente importante para manter a integralidade do nosso estudo ao longo da semana.

Aos sábados e domingos, aumento a carga horária de estudo, e procuro seguir a risca o cronograma, para manter a agregação no mesmo nível de profundidade.

Obviamente nem sempre assim. A todos nos é permitido errar, cair, se equivocar. O que devemos sempre evitar, contudo, é que nossos erros sejam acompanhados de sentimentos de culpa e de baixa motivação.

Essa semana o cansaço foi mesmo mais forte. Não conseguir chegar em casa e cumprir minhas 3/4 horas de estudo, porém, não devemos desanimar e perder o aprofundamento intelectual que lutamos tanto para adquirir.

Resumo da ópera - Ser concurseiro sério, mesmo que não em tempo integral, é estudar por liberdade. É amar o estudo porque é dele que sua felicidade maior sairá no futuro. É amar os sacrifícios que agora fazemos, sabendo que as sementes que estamos plantando, florescem a medida que morrem, e que nossos frutos serão conquistados a cada recomeçar. Eu recomecei. E como diria o soldado José Engling, que lutou na 1° Guerra Mundial e hoje é enaltecido por sua coragem: “O Mundo é nosso campo de batalha”.

Paula Mazoni é uma concurseira que não se deixa vencer pelas dificuldades, e que ainda por cima guarda um tempinho para escrever em seu blog pessoal, o www.escritoteca.blogspot.com

IMPORTANTE - Os textos publicados nesse blog são de inteira responsabilidade dos seus autores em termos de opiniões expressadas. Além disso, como não contamos com um revisor(a) de textos, também a correção gramatical e ortográfica é de inteira responsabilidade dos mesmos.

2 Response to "O Mundo é nosso campo de batalha"

  1. C. says:

    Paula, vim prestigiá-la, eu adorei esse texto e vc conseguirá atingir seu objetivo ´concurseiro`, com tanta garra assim.

    bjim encafifados
    Cris

    Camisa 9 says:

    ENTÃO VAMOS À LUTA!!!

    CONTINUE NESTE CAMINHO QUE SUA VITÓRIA CHEGARÁ!

powered by Blogger | WordPress by Newwpthemes | Converted by BloggerTheme | Blogger Templates | Low Interest Credit Cards