Assim ... de peito aberto e coração emocionado ...

Assim...de peito aberto e coração emocionado...

Hoje foi um mais um daqueles dias que tive vontade de jogar tudo para o alto. Aliás meus últimos dias têm sido assim...muito difíceis.

Já faz quase três anos que venho estudando para concursos, mas nunca consegui dar o gás necessário para abreviar essa luta, ou seja, conseguir a tão sonhada aprovação.

É certo que quase já cheguei lá, pelos menos umas três vezes, mas a verdade que sempre faltou um pouquinho...só um pouquinho, mas que me deixou de fora.

Tenho me perguntado muito o que falta para que eu consiga logo uma nomeação, onde estou errando, o que estou fazendo certo, o que está faltando, afinal???

Nos momentos de fraqueza, existe um sentimento de inferioridade que me invade e me arrebata. Um monte de perguntas me atordoa.

Por que não consigo passar??

Por que tanta gente que começou depois de mim já passou??

Por que parece que não consigo fixar a matéria na minha memória??

Por que tem dias que não tenho coragem para enfrentar a batalha??

São muitas as perguntas, mas quase todas sem respostas.

Bom, sei que o tom do texto está um pouco “deprê”, mas não era essa a intenção, apenas queria que vocês conhecessem minhas angustias, pois imagino que exista pelo menos uma meia dúzia de pessoas que vai se identificar comigo.

A verdade é que depois de algum tempo, parei de me comparar com outras pessoas, com as quais trombei por aí, na batalha dos concursos. Cada um tem sua realidade de vida, suas circunstâncias, seu modo de aprender, mas, principalmente, seu tempo. Não foi fácil fazer essa constatação, pois vi muita gente passar por mim, me deixando para trás. Isso dói, chega a dar um certo grau de inveja, sejamos sinceros! Mas isso logo passa...tem que passar!!!

Sou casada e tenho duas filhas adolescentes que me ocupam um bom bocado de tempo.

Muitas vezes preciso parar de estudar para fazer outras coisas, mas é assim, fazer o quê?

Tenho minhas dificuldades, meus problemas, minhas angustias e principalmente meu tempo. Custou, mas aprendi que preciso aceitar minhas circunstâncias de vida e me adequar a elas.
A única coisa que não posso fazer é desistir.

Não gostaria de olhar para trás, depois de tanta luta e ver que joguei tudo para o alto. Não seria justo comigo mesma. Não seria justo com aqueles que apostaram em mim. Não seria justo, enfim...

Por isso, meus amigos quando tiverem vontade de jogar tudo para o alto, parem e esperem essa vontade passar, pois ela passa. Sei bem do que estou falando.

Resumo da ópera - Desistir é bem mais fácil, mas não é o melhor que você pode fazer por você mesmo. Aceite suas circunstâncias de vida e faça o melhor que você pode, dentro das suas possibilidades.

Denise Scarpel, uma concurseira persistente, mãe, esposa, dona de casa, etc, etc, etc...que procura aceitar suas próprias condições de vida e que luta diuturnamente para conseguir a tão sonhada aprovação.

IMPORTANTE - Os textos publicados nesse blog são de inteira responsabilidade dos seus autores em termos de opiniões expressadas. Além disso, como não contamos com um revisor(a) de textos, também a correção gramatical e ortográfica é de inteira responsabilidade dos mesmos.

———«»———«»———«»———

CLIPE DO DIA

O vídeo que indico para vocês hoje é muito significativo e muito emocionante. Nada que eu falasse aqui iria descrevê-lo de forma tão fiel, portanto é melhor vê-lo mesmo. Vale a pena. Só um detalhe: recebi ele hoje, depois de um dia daqueles em que a vontade de desistir parecia que ia ganhar.



5 Response to "Assim ... de peito aberto e coração emocionado ..."

  1. Simone says:

    Entendo bem seu sentimento. Tenho passado muito por isso neste ano. Mas não podemos desistir. A nossa hora chegará.
    Abraços.

    Mônica Lago says:

    Gostaria de aproveitar esse texto pra compartilhar minha experiência.
    Eu estudo pra concurso há muito tempo. Na verdade, costumo dizer que estou "envolvida" com concurso desde 2001, ano em que entrei na faculdade. Mas estudo de verdade desde 2007, pois só depois que me formei é que consegui focar nos estudos pra concurso.
    Durante esses três anos, fiz vários concursos, sem nunca conseguir passar dentro das vagas. Só quem está nesse universo é que sabe da nossa luta. Cursinhos atrás de cursinhos, acordar cedo, pegar ônibus (faça chuva ou sol, de dia ou de noite), gastos com passagem, comida, materais, inscrições... E isso sem contar a cobrança das pessoas, que sempre nos perguntam: "Mas e aí, vc já passou em algum?" ou então: "E qual é o concurso da vez?" Tudo isso é bastante desgastante, sem falar tb na questão da dependência financeira dos parentes e tal. Só eu sei quantas vezes eu chorei, desabei, disse a Deus que não aguentava mais e quis desistir. Contudo, Ele não falha e, na hora certa, chega a nossa vez. Tudo isso que passamos serve pra o nosso aprendizado.
    Independente da religião de cada um aqui, quero dizer que Deus é maravilhoso e que vcs confiem nele, porque Ele é fiel. Eu, como disse no início, nunca havia conseguido me classificar num concurso, sempre ficava em mil e tanto. Mas dessa vez parece que chegou a minha vez e eu consegui passar dentro das vagas. E o que mais me impressionou foi que eu pedi a Deus que me ajudasse a vencer o bloqueio que eu tinha em matemática, sempre tive dificuldade desde criança e, nas provas de concursos, eu simplesmente empacava, não sabia nem pra que lado ia na hora de resolver as questões. Mas nesse último concurso, eu pedi pra Deus me ajudar a vencer esse bloqueio e, pra minha surpresa, consegui manter a calma e acertei 7 dos 10 itens de matemática que caíram.
    Sei que as lutas são grandes, eu já sofri demais também, vcs nem imaginam. Mas jamais desistam dos sonhos de vocês. O primeiro passo já foi dado, que é a disposição que cada um teve de estudar, de querer melhorar de vida. Agora é ir com calma, ter perseverança, porque conhecimento é cumulatório, a cada experiência a gente aprende mais e uma hora chega nossa vez! Tenham fé. Que Deus abençoe a todos!

    "Todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus!" (Romanos 08:28)

    Caro Charles,

    bons textos, como sempre. Excelente vídeo. E esse comentário da Mônica Lago merece uma postagem no seu blog, não? É o desabafo de uma concurseira normal, que lutou e conseguiu. Parabéns. Muito sucesso a ela!!! Belo exemplo de superação!!!

    Abraço!

    Denise, procure estudar para concursos que sejam "iguais" ou, pelo menos, parecidos.. mesmas disciplinas ou organizadora. Nada de estudar, por exemplo, pra "Juiz de Direito" e depois pra "Gari", pois não vai dar certo. TEM QUE FOCAR. Outra coisa: exemplo: vai ter concurso pro TRT.. Faça somente pra Técnico OU somente pra Analista. Nada de fazer para os dois, pois ao invés de ser melhor, VAI SER PIOR, vai se cansar à toa. UMA COISA POR VEZ. Ninguém consegue assobiar e chupar cana. Primeiro a cana; depois, o assobio. Fui claro??? Última coisa: A PRESSA PRA PASSAR ATRAPALHA A PASSAR. Vá com mais calma, canse-se menos que conseguirá dar o gás que está faltando. MENTE SÃ, CORPO SÃO. VOCÊ VAI PASSAR, MAS SOMENTE SE FIZER ASSIM. Grande abraço. Alexandre Mantovani
    Fiscal Municipal - Valinhos-SP
    Aprovado em 1º lugar.

    Camisa 9 says:

    O relato da Denise é lindo e fortificante pra gente não desistir e continuar igual à ela!

    E o vídeo?! Sem comentários, quase chorei e me deu forças pra continuar o projeto que estou fazendo e que teima em me desgatar, mas eu vencerei!

    "Aquele que cativa a vitória é aquele que crê plenamente: Eu conseguirei!" Napoleon Hill - Filosofia do Sucesso

powered by Blogger | WordPress by Newwpthemes | Converted by BloggerTheme | Blogger Templates | Low Interest Credit Cards