Ai, ai, ai, ai ...

Ontem fui a uma central de xerox para que encadernassem uma série de resumos que fiz das matérias do TRE-MG, cuja prova será daqui a pouco menos de um mês. Enquanto aguardava minha vez de ser atendido, testemunhei algo que me deixou pensando em como já fui um concurseiro lerdo e otimista demais.

Um rapaz e uma moça conversavam no balcão enquanto aguardavam seu serviço ficar pronto. Ambos na faixa dos 25 anos e pelo que pesquei da conversa, estudantes de direito da faculdade local. Ambos estavam na central de xerox para xerocarem, inteirinha, uma daquelas apostilonas para o concurso em questão ... daí pensei ... “será que eles não desconfiam que o xerox será mais caro que comprar uma apostila nova?

Vamos aos pontos mais relevantes, interessantes e ingênuos da conversa do casal de concurseiros.

1 – “Estudando direitinho essa apostila, não tem como não passar nesse concurso”. (Ele disse)

Concurseiro sério e informado sabe que essas apostilonas do tipo “todas as matérias do edial + 3.000 exercícios resolvidos” são, na realidade, altamente superficiais e cheias de erros. A maioria se limita a transcrever a lei seca, Deus sabe atualizada até quando, e pronto. Os exercícios são um mix de questões de concursos anteriores escolhidos sem critério algum e exercícios colhidos na Internet, muitos com respostas erradas no gabarito.

O concurseiro, por mais sério e esforçado que seja, não conseguirá se preparar adequadamente estudando apenas através de uma apostila dessas. Isso é fato.

2 – “Acho que esse concurso não será assim tão concorrido, já que todas as vagas são para o interior”. (Ela disse)

Essa menina terá uma surpresa desagradável. Já foi a época em que concursos públicos para vagas no interior eram relegados a segundo plano, bem como concursos para cargos com remuneração baixa. Hoje isso acabou. Seja na capital ou no interiorzão, com remuneração alta ou baixa, não há mais concursos pouco concorridos.

Com o concurso do TRE-MG não será diferente. Pelo que venho acompanhando em fóruns e comunidades desse concurso, tem gente vindo de todos os lugares do Brasil para tentar sua sorte e não estão nem aí se vão para uma cidadezinha com igrejinha e três ruas a cem quilômetros de Muzambinho.

3 – “Essa gente que acha que dá para passar em concurso públicos estudando sozinho está perdendo tempo. Só passa que faz cursinho”. (Ele disse)

Essa é velha! Desde que comecei a estudar para concursos públicos ouço isso e, também, desde aquela época tal não é verdade. Acho, pessoalmente, que nunca foi e nunca será. Muitos dos concurseiros aprovados ao longo do ano, pelo menos metade, para sermos bem modestos, passou apenas estudando sozinha com muita seriedade, compromisso e técnica.

Claro que freqüentar um bom cursinho para concursos ajuda e muito na luta pela aprovação, mas não é pré-requisito fundamental. Não fosse assim, não haveria concurseiros que freqüentam cursinhos e mesmo assim não passam em concursos públicos. Outro fato.

4 – “Eu não vou perder o carnaval para ficar estudando. Já me programei, vou dar uma lida na apostila até quarta-feira que vem, depois só estudo depois da folia. A maioria dos inscritos vão fazer a mesma coisa, tenho certeza”. (Ela disse).

Pode parecer maldade, mas quando ouvi isso deu vontade de dizer “isso mesmo, não perca a folia, vá se divertir sem medo” ... hehehehe. Mas falando sério, esse assunto tem de ser analisado com cuidado.

Se o concurseiro vem estudando desde dezembro ou janeiro para esse concurso, já passou e repassou a matéria várias vezes, daí acho justificável tirar alguns dias de descanso e cair na folia para descansar o cérebro. Depois, no retorno aos estudos, é só fazer uma boa revisão com o cérebro descansado para fixar os pontos que ainda não foram devidamente aprendidos e memorizados.

Agora, para quem começou a estudar mais tarde e/ou tem menos tempo de estudos para concursos públicos em geral, fazer isso é suicídio. Pensem comigo, o cara já está em desvantagem em relação a quem tem um, dois anos de estudo para concursos. Daí, ainda por cima, vai pular carnaval ao invés de estudar?! Tá se esforçando para não passar nesse concurso, isso, sim.

O problema para os concurseiros sério, que já estudaram muito para esse concurso e têm bagagem em termos de estudo para concursos públicos, é conseguir largar os livros para ir pular carnaval sem um mínimo de peso na consciência. Difícil, sei disso, mas em alguns casos indispensável para se poder descansar um pouco. Como diz o velho ditado popular, “para cada cabeça, uma sentença”.

Resumo da ópera – É, gente, esses dois concurseiros sem noção são uma boa amostra do grosso da concorrência nos concursos públicos, ou seja, gente que se prepara mal achando que está fazendo o melhor preparo possível. E no final ainda pagam caro xerocando uma apostila vagabunda!

Em tempo, ontem não consegui de jeito nenhum subir artigo no blog por problemas técnicos do hospedeiro. De vez em quando acontece. Sorry.

Charles Dias é o Concurseiro Solitário.

IMPORTANTE - Os textos publicados nesse blog são de inteira responsabilidade dos seus autores em termos de opiniões expressadas. Além disso, como não contamos com um revisor(a) de textos, também a correção gramatical e ortográfica é de inteira responsabilidade dos mesmos.

———«»———«»———«»———

CLIPE DO DIA



The White Stripes - "Seven Nation Army "

6 Response to "Ai, ai, ai, ai ..."

  1. Camisa 9 says:

    Ahh fiquei até tarde esperando o artigo de ontem...:(

    Mas o artigo de hoje valeu a espera e a leitura!
    Esses dois concurseiros são bem legais em gastarem grana com apostila, inscrição e quiçá uma viagem aqui ou ali. Dêem grana pras bancas mesmo e não esqueçam da régua, transferidor e prancheta!

    Bons estudos
    TRT-17° FALTAM APENAS 61 DIAS!

    Mônica Lago says:

    Charles, "concurseiros" assim tem aos montes. Eu mesmo tenho um colega de cursinho que sempre fala: "Não entendo esse povo que fica se matando de estudar, horas e horas. Eu que não vou me matar de estudar! Não fazia isso nem no segundo grau... que dirá agora!"
    O cara falta aulas (de um curso caríssimo), leva o cursinho na flauta e acha que ainda vai passar mesmo assim!
    Hehe... Sinceramente, tem gente que parece que veio ao mundo a passeio...rsss... E que ainda não sentiu o drama. Notas de corte nas alturas, neguinho tendo quase que gabaritar a prova pra passar, enquanto outros se dão ao luxo de "cair na folia"... Porque, afinal de contas, eles é que não vão "se matar" de estudar!
    É demais!!

    Mônica Lago says:

    Charles, "concurseiros" assim tem aos montes. Eu mesmo tenho um colega de cursinho que sempre fala: "Não entendo esse povo que fica se matando de estudar, horas e horas. Eu que não vou me matar de estudar! Não fazia isso nem no segundo grau... que dirá agora!"
    O cara falta aulas (de um curso caríssimo), leva o cursinho na flauta e acha que ainda vai passar mesmo assim!
    Hehe... Sinceramente, tem gente que parece que veio ao mundo a passeio...rsss... E que ainda não sentiu o drama. Notas de corte nas alturas, neguinho tendo quase que gabaritar a prova pra passar, enquanto outros se dão ao luxo de "cair na folia"... Porque, afinal de contas, eles é que não vão "se matar" de estudar!
    É demais!!

    Ainda bem que muitos concurseiros pensam como esses dois !
    Sobram mais vagas, ou melhor, diminui a concorrência.
    Por isso falei em meus artigos que a sua verdadeira concorrência, no máximo, chega a 5% dos inscritos !

    Por aí se percebe que no mundo dos concursos também existe a "curva de aprendizagem", conforme vai se prestando concursos, o aprendizado de como estudar vai aumentando....

    Jorge Luiz

    Anderson says:

    Ótimo texto Charles, gostei do tom humorístico. É realmente muito engraçado ver a visão pueril e totalmente distorcida que pessoas que não são concurseiras têm dos concursos públicos. Abs e continue postando.

    william says:

    Primeiramente gostaria de lhe dizer que seu blog está de parabéns.

    E com relação ao post olha já vi muitos amigos e desconhecidos falarem da mesma forma.

    Sou novato no mundo dos concursos, fiz em 2008 o INSS para téc. seguro social mais por falta de informação não me preparei com antecedência ficando na 60º colocação. Em nov. de 2008 voltei para esse mundo, mais agora com foco, planejamento e técnicas adequadas. Estou me preparando para TRE´s e TJ-GO e nesses pouco menos de 3 meses já ouvi cada comentário sobre concursos que renderia um livro.

    Tive colegas que quando disse que gastei algo em torno de 950,00 em livros ( ótimos livros) que chamaram de louco, que dava pra pagar 65,00 numa apostila(acho melhor não sitar nomes...) eu visando minha própria alto estima achei melhor nem discutir o tema com as referidas pessoas. Visto que como eu tomo a liberdade de me intitular um concurseiro sério, sei das vantagens de estudar por um ótimo material.

    Bem no mais e isso ae, espero sempre que possível dar uma olhada em seu blog, pois pelo que percebi aqui existem ótimas postagens.

    Bons estudos.

powered by Blogger | WordPress by Newwpthemes | Converted by BloggerTheme | Blogger Templates | Low Interest Credit Cards