A quem você pensa que está enganando?

Mas um dia que se passa. Você olha para o relógio e ver o tempo se esvaindo a cada momento. Entra naquele fórum cheio de gente eufórica bradando aos quatro cantos que já sabem de tudo sobre concursos (menos estudar). Confere seu e-mail mais uma vez, seu Orkut mais uma vez, seu Facebook mais uma vez, seu MSN mais uma vez, aquele programa chato na TV. Só não confere quantas horas liquidas efetivamente estudou. Ansiosamente acessa aquele blog, a procura, quem sabe, de uma resposta para tal incógnita pergunta: quem sou eu? O que estou fazendo? Será que é isso mesmo que eu quero para minha vida? De repente, bate aquele sentimento de culpa e arrependimento ao mesmo tempo pelo motivo de não ter cumprido aquele quadro de horário que tanto tomou seu precioso tempo, apenas para montá-lo.

Muitos concurseiros convivem com essa rotina quase que diariamente. Habitam um mundo surreal, imaginário, cercados de mitos e totalmente dispersos do objetivo real (aprovação no concurso público). Tentam a todo custo buscar alguma explicação objetiva para a falta de motivação e o interesse pelo estudo. Enganam a família, os amigos, o cachorro, o gato, o periquito e, principalmente a eles mesmos, fingindo que tudo vai muito bem e que a vitória está próxima. No entanto, a realidade é outra: mais um ano se foi, muito tempo útil foi perdido e absolutamente nada mudou.

Porém, nem tudo está perdido, há que se pensar urgentemente em mudar radicalmente esse quadro estático e começar a dar mais dinamismo aos velhos e novos projetos. Chega de mesmice! Vamos aproveitar a chegada do ano novo para fazer um “upgrade” no planejamento de estudos. É necessário reformular tudo e dar prioridade aos objetivos com seriedade e metas a serem cumpridas.

Pensando nisso, elaborei 5 ótimas dicas que com certeza vão ajudar bastante:

1. Faça uma faxina geral: Repagine totalmente seu ambiente de estudo. Exemplo: Mude os móveis de lugar, o layout da mesa de estudo, organize os livros por assunto e livre-se daqueles materiais desatualizados que você nunca mais vai usar (eu recomendo).

2. Adote um método e siga com ele: Existem milhares de ótimos métodos que ajudam a estudar com mais eficiência. Teste todos até encontrar o seu. Veja o texto publicado no blog “Como venci a guerra dos concursos públicos de Babi Gomes” e siga ou adapte ao seu modo, os métodos e as técnicas que ela usou durante sua preparação.

3. Mude de estação: Comece desde já a pensar, mentalizar positivamente seus desejos, mesmo em situações adversas (pensamento positivo atrai coisas boas). Faça amizades com pessoas que estão em busca dos mesmos objetivos que você, pessoas com alto astral. Crie frases (suas) de motivação e espalhe para todo o mundo ver.

4. Crie um desafio particular: Estabeleça uma meta a ser alcançada todo mês. Exemplo: fazer um resumo dos principais tópicos da Constituição Federal. No primeiro e no segundo mês talvez você não consiga, porém com um pouco de determinação você logo começará a ver os resultados.

5. Seja um sonhador: Busque a cada dia um novo e surpreendente motivo para continuar lutando pelos seus sonhos. Deseje, busque, seja perseverante e apaixonado e no final, o mínimo que pode acontecer é você ser empossado num cargo público.

Resumo da ópera: Na realidade não existe hora, data ou momento certo para começar a fazer alguma coisa de verdade, concreta, sem enrolação (regime, atividade física, um curso, largar o cigarro, estudar etc.). O que existe é à força de vontade, a disposição, ainda que tardia, para dar esse primeiro passo e acabar de vez com esse terrível baile de máscaras que às vezes, mesmo sem querer, transformamos nossas vidas.

"Não importa onde você parou... Em que momento da vida você cansou... O que importa é que sempre é possível recomeçar. Recomeçar é dar uma nova chance a si mesmo... É renovar as esperanças na vida e, o mais importante... Acreditar em você de novo. "(Carlos Drummond de Andrade).

FONTENELE é um concurseiro que não se engana quando o assunto é estudar.

IMPORTANTE - Os textos publicados nesse blog são de inteira responsabilidade dos seus autores em termos de opiniões expressadas. Além disso, como não contamos com um(a) revisor(a) de textos, também a correção gramatical e ortográfica é de inteira responsabilidade dos mesmos.

———«»———«»———«»———



3 Response to "A quem você pensa que está enganando?"

  1. Gê. says:

    Excelente texto!

    Patrícia says:

    Texto muito bom, me pego fazendo muitas coisas das citadas no texto, de certa forma foi um tapa na cara, além de ser muito motivador...muito bom parabéns

    Antonio says:

    Incrível como nessa jornada dos concursos sentimos, pensamos e agimos diversas vezes do mesmo modo!!! E muitas vezes pensamos que isso ou aquilo só acontece conosco!!
    Vamos à luta!!

    Abraços a todos

powered by Blogger | WordPress by Newwpthemes | Converted by BloggerTheme | Blogger Templates | Low Interest Credit Cards