Uma questão de ética

Todo concurseiro sério com algum tempo de estrada já estudou o Código de Ética Profissional do Servidor Público Civil do Poder Executivo Federal para algum concurso, que logo de cara se autodefine da seguinte forma:

Art. 1o Fica instituído o Código de Conduta da Alta Administração Federal, com as seguintes finalidades:

I - tornar claras as regras éticas de conduta das autoridades da alta Administração Pública Federal, para que a sociedade possa aferir a integridade e a lisura do processo decisório governamental;

II - contribuir para o aperfeiçoamento dos padrões éticos da Administração Pública Federal, a partir do exemplo dado pelas autoridades de nível hierárquico superior;

III - preservar a imagem e a reputação do administrador público, cuja conduta esteja de acordo com as normas éticas estabelecidas neste Código;

IV - estabelecer regras básicas sobre conflitos de interesses públicos e privados e limitações às atividades profissionais posteriores ao exercício de cargo público;

V - minimizar a possibilidade de conflito entre o interesse privado e o dever funcional das autoridades públicas da Administração Pública Federal;

VI - criar mecanismo de consulta, destinado a possibilitar o prévio e pronto esclarecimento de dúvidas quanto à conduta ética do administrador.

Claro que tudo o que prega esse código de ética deve valer para todos os âmbitos da Administração pública, para todas as esferas, para todos os poderes, para todos os servidores ou políticos, mas não é o que vemos que acontece na realidade.

Está pegando fogo mais um escândalo em Brasília, onde o Senado Federal, com o desbaratamento de um conluiu criminoso entre senadores e altos servidores dessa casa legislativa. Não que esse seja um escândalo mais escandaloso que outros tantos que já foram trazidos à luz ou que ainda existem nas sombras, mas é o “escândalo do momento”.

Ética, afinal de contas o que é ética? Um bom dicionário diz que é o conjunto de princípios, normas e regras que devem ser seguidos para que se estabeleça um comportamento moral exemplar. Se pensarmos bem, qualquer pessoa que tenha tido uma boa educação no seio familiar, que aprendeu que roubar é feio, que ser desonesto é vergonhoso, que jogar lixo na rua da janela do carro é falta de respeito, que diversidades raciais e culturais devem ser respeitadas, bem, quem aprendeu tudo isso e um pouco mais aprendeu o lado prático de ser ético. O problema é que muita gente esquece do que seus pais lhes ensinou!

Estou estudando feito um condenado para poder alcançar a vitória na guerra dos concursos públicos, isso já faz dois anos. Nos últimos 25 meses abri mão de todo o conforto que já tinha alcançado, topei voltar para a frente dos livros oito, dez horas por dia, topei ser taxado de “vagabundo que não quer trabalhar” por muitos, me submeti a uma dezena de provas, me frustrei um tanto de vezes, vivo na ansiedade por conta dos sucessos que já tive e que ainda não se transformaram em nomeação. Quando vejo toda essa sacanagem de propinas, corrupção, conluius e tal, uma demonstração prática que muitos políticos e servidores públicos não estão nem aí para qualquer código de ética quando o assunto é encher os bolsos de dinheiro e amealhar cada vez mais poder para poder cada vez mais encher os bolsos de dinheiro (dinheiro público, meu, seu, de crianças pobres sem merenda escolar, de doentes carentes morrendo sem remédio nas filas de hospitais públicos precários, ...) não posso deixar de ficar intrigado.

Uma trama de corrupção como essa que vem acontecendo no Senado Federal, com centenas dos tais “atos secretos” (e aprendemos que todos os atos públicos devem ser publicados para serem válidos) e tal, bem, não é preciso ser muito esperto para ver que algo assim não aconteceria se não houvesse a participação, pelo menos a anuência silenciosa e criminosa, de servidores menores que os diretores do Senado e nobres senadores. Sim, servidores públicos que um dia ralaram de estudar para adentrar na carreira pública (pois o Senado não tem apenas servidores comissionados) participaram ou pelo menos sabiam já faz muito tempo de tudo isso que está sendo trazido a público somente agora. Os que participaram são criminosos como os outros que orquestraram o esquema, isso é fato. Agora, os que souberam, não participaram, mas se calaram também são criminosos, culpados pelo crime de condescendência criminosa!

Resumo da ópera - Sinceramente, gente, não estou ralando feito um cachorro para entrar no serviço público e um dia vir a participar desses esquemas criminosos ou então ficar calado quando souber de um. Se for convidado a participar, não topo e denuncio. Se souber de algum, denuncio também. Podem me chamar de honesto ético romântico, não me importo. Podem dizer que “mas as coisas sempre foram, são e serão assim”, mas acredito que só foi, será e é assim porque tem gente que pensa dessa forma. Para mim ética tem significado e minha carreira como servidor público será pautada na ética ... ou então estarei cuspindo em toda o sofrimento e esforço que estou fazendo nesse momento e que está me custando muito caro.

Charles Dias é o Concurseiro Solitário.

IMPORTANTE - Os textos publicados nesse blog são de inteira responsabilidade dos seus autores em termos de opiniões expressadas. Além disso, como não contamos com um revisor(a) de textos, também a correção gramatical e ortográfica é de inteira responsabilidade dos mesmos.

2 Response to "Uma questão de ética"

  1. infelizmente, nem os senadores ditos "linha branca" se pronunciam para nada, é vergonhoso, é revoltante,desanimador...

    mas hoje em dia, pelo menos , as pessoas se manifestam contrarias, se movimentam, para um dia , quem sabe, banirmos de vez toda essa "corja" e vivermos uma real democracia!

    abraços

    Psico says:

    Ao invés de criticar o próximo , é importante olhar para o próprio umbigo. Quantas vezes vejo pessoas falando mal do governo , segurança pública , etc.. E nas suas atitudes mais simples e rotineiras, acabam por fazer coisas ilicitas... Se queremos mudar o mundo , que tal mudarmos a gente???

powered by Blogger | WordPress by Newwpthemes | Converted by BloggerTheme | Blogger Templates | Low Interest Credit Cards