Coelhinho da páscoa concurseiro

Preocupado com a demora em ser empossado em um bom cargo público e após insistentes pedidos da minha mãe, ontem, finalmente, visitei a cartomante que ela consulta regularmente.

Fiquei um pouco assustado quando ela disse que essa demora na posse tem haver com caminhos fechados, intervenção de arcanos maiores e outras coisas que não entendi direito o que eram, mas no final da história ela resumiu a situação assim, “você está preso em um congestionamento kármico mais ou menos como um engarrafamento de sexta-feira no começo da noite na Marginal do Tietê em véspera de feriado prolongado”.

O que me deixou aliviado é que existe uma solução para isso, uma forma de “liberar os caminhos”, que quero compartilhar com vocês. A receita é bem simples e você precisará apenas dos seguintes materiais, um ovo de páscoa de dois quilos, um punhal de aço de cabo vermelho, vários metros de fita roxa, uma pena de andorinha. Deve-se colocar a pena de andorinha dentro do ovo de páscoa, escrever na superfície do mesmo com a ajuda do punhal seu nome, o nome do cargo que você quer conquistar e o nome da banca do concurso, deve-se então embrulhar direitinho o ovo com a fita dando exatamente 2.325 voltas em torno dele. Agora é só esperar que em menos de três meses você passa no concurso.

Vem cá, você acreditou nessa conversa fiada? Espero que não, porque é muito fiada mesmo ... tão fiada quanto esse bafafá de anúncios do governo de cancelamento de concursos e adiamento da posse de concurseiros aprovados.

O que está acontecendo é que o governo está, simplesmente, dizendo o que esperam que ele diga, ou seja, que vai conter gastos, que vai contratar menos e tal. Mas como tudo o que o governo brasileiro diz, e nesse caso a balela é bem vinda, é tudo coisa para “inglês ver”. Querem uma boa prova disso, melhor, uma ótima prova? O aumento para os servidores públicos federais será concedido, apesar de alguma chiadeira quanto ao impacto disso nas contas do governo!

No final do ano passado foi a mesma conversa e não aconteceu nada, os concursos continuaram a serem lançados, as nomeações e posses continuaram acontecendo. Não será diferente agora. Por que não será? Simples, porque o governo precisa de sua máquina burocrática funcionando, essa máquina é movida por servidores públicos, e como há uma defasagem muito grande no número de servidores, se não azeitarem a máquina com novos servidores em ritmo regular, a máquina pára e também o governo, conseqüentemente.

Não duvido que por um ou dois meses o ritmo de anúncio de novos concursos e de nomeações/posses diminua sensivelmente, mas é somente cortina de fumaça. Assim que algum outro escândalo ou acontecimento chamar a atenção da mídia, as coisas voltarão ao seu ritmo normal.

Por um lado tudo isso é muito bom, por que tira os concursos públicos do foco de muitos paraquedistas, o que em última análise diminui a pressão sobre os concurseiros sérios, pressão externa (de familiares, amigos, ...) e mesmo interna (dele mesmo).

Numa situação dessas muitos concurseiros ficam perdidos sem saberem o que fazer. Mas não há motivo para pânico. O negócio é continuar estudando sério e ponto final. Concursos públicos sempre haverão, assim como nomeações e posses.

Resumo da ópera – Calma, gente, calma que esse é somente mais um falatório que não dará em nada. Muita calma nesse momento, cabeça fria e pé na tábua nos estudos.

Charles Dias é o Concurseiro Solitário.

IMPORTANTE - Os textos publicados nesse blog são de inteira responsabilidade dos seus autores em termos de opiniões expressadas. Além disso, como não contamos com um revisor(a) de textos, também a correção gramatical e ortográfica é de inteira responsabilidade dos mesmos.

3 Response to "Coelhinho da páscoa concurseiro"

  1. Eu até gostei na notícia. Comecei a vida de concurseiro sério agora, vai ser melhor para mim. Quando vier um concurso de porte, estarei bem preparado.


    Abraços

    Ricardo Fay says:

    "demora na posse tem haver com caminhos fechados,"

    Acho que tem A VER com o português mesmo.. huehehuehu. Brincadeira, todos estamos sujeitos a erros.
    Abraço e sou leitor assíduo do blog

    Acho engraçado como as pessoas se desestabilizam quando falam em "cortes" de concursos. Estudar prevendo só o montante de vagas faz com que no primeiro obstáculo o candidato desista. Realmente é o que o Charles falou, tem o lado positivo: aqueles que não têm peito para estudar sério pro concurso, cairão fora dessa maratona. Ótimo post meu amigo. :)

powered by Blogger | WordPress by Newwpthemes | Converted by BloggerTheme | Blogger Templates | Low Interest Credit Cards